A intenção de um bom projeto de iluminação do jardim é melhorar as sombras e nuances do local. Todos os jardins, não importa o tamanho, têm características únicas e só serão “bem iluminados” se alguns pontos forem levados em consideração.

A iluminação deve estar lá para complementar o projeto botânico, permitindo que você use o local com mais frequência. Pense em seu estilo de vida ao ar livre, na forma que quer desfrutar de seu jardim, como precisa da iluminação e acompanhe nossas dicas para criar um plano de iluminação adaptado às suas necessidades e expectativas.

1. Escolha a intensidade da luz

Iluminar com muita intensidade uma árvore, uma lagoa ou o trajeto para o jardim, fará o resto parecer escuro. Quando se trata de proporcionar um efeito funcional, as luminárias que usam tecnologias LED poderão oferecer uma solução ideal, acentuando as características da sua decoração.

No passado, os jardins costumavam aplicar a filosofia do tudo ou nada. Dessa forma, o resultado era que algumas luzes mais intensas faziam o resto do jardim desaparecer. Esse é um erro comum, mas com as novas tecnologias e dispositivos disponíveis no mercado, é possível criar um ambiente mais equilibrado e agradável.

2. Defina a iluminação do jardim

Você tem a opção de escolher entre dois tipos de luzes: branco frio (5400-6500° K) ou branco quente (<3300° K).

As lâmpadas halógenas ou as incandescentes produzem uma luz branca quente, porém, geram um consumo mais elevado. Felizmente, podemos encontrar alternativas diferentes disponíveis nos dias de hoje. Lâmpadas economizadoras de energia, de descarga de gás e LEDs estão disponíveis com a cor branca quente ou fria, o que permite ter uma melhor eficiência energética.

Decidir sobre a cor dependerá de seu plano de iluminação geral. Em vez de optar por apenas um tipo, a mistura de ambos pode ser a resposta certa para você. Juntamente aos holofotes clássicos, feixes de luz de cima para baixo ou iluminação de realce, as luminárias de LED criam um padrão incrível em qualquer superfície, dando um toque expressivo para o local ou caminho.

Criar o efeito de iluminação adequado em seu jardim fará uma grande diferença. Vale a pena gastar algum tempo planejando para alcançar o efeito desejado, isso te permitirá aproveitar ao máximo cada minuto ao ar livre.

3. Busque o equilíbrio entre o estilo do jardim e de sua casa

Incluir iluminação de jardim causa impactos na aparência geral da sua casa. Muitas vezes isso influencia não só a experiência com o local, mas também a sua vida interior e exterior.

Planejar adequadamente a iluminação de jardim é fundamental para adicionar estilo e a aparência que sua casa precisava, melhorando a ambientação e a experiência das pessoas quando estiverem desfrutando do espaço.

Assim, o projeto de iluminação do jardim precisa ser uma extensão do que há dentro de sua casa, com tons similares e seguindo o mesmo bom gosto da decoração interna.

4. Contrate um profissional

Contar com um profissional para ajudá-lo no projeto de iluminação do jardim é fundamental, pois para fazer instalações elétricas, é necessário seguir alguns padrões de segurança. Além disso, ele poderá orientá-lo na escolha dos melhores materiais, otimizando o espaço.

Aposte nessas ideias, crie um espaço agradável, com seu toque pessoal. Assim, aqueles que chegarem a sua casa já terão uma pequena amostra de sua decoração.

Gostou das nossas dicas de iluminação do jardim? Acha que essas dicas podem ajudar outras pessoas? Então, que tal compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais?